As escolhas alimentares que fazemos todos os dias têm uma grande influência sobre a funcionalidade do nosso intestino e do organismo em geral, escolhas associadas não só à qualidade dos alimentos mas também a como os comemos.

Por isso, é recomendável:

  • Comer lentamente mastigando bem e evitando refeições demasiado abundantes ou pesadas, sobretudo à noite, para facilitar o processo digestivo.
  • Escolher alimentos e bebidas que normalmente não provocam diarreia: cada organismo responde de forma diferente aos alimentos, pelo que é difícil fazer uma lista de alimentos permitidos ou proibidos; no entanto, existem alguns alimentos e bebidas que podem ser menos tolerados por quem sofre de diarreia como, por exemplo, a ingestão excessiva de alimentos ricos em fibras (sobretudo insolúveis), ricos em gorduras, fritos ou demasiado picantes, laticínios, álcool, café, chá e alguns adoçantes.
  • Manter um diário daquilo que comemos quotidianamente, de forma a identificar os alimentos ou bebidas que podem estar associados ao distúrbio.

Leia atentamente as advertências e as instruções de utilização

Aboca